Saturday, June 02, 2007

Pombos em Portugal

Várias cidades portuguesas estão cheias de pombos. Toda a gente sabe que estes podem ser transmissores de doenças, sujam tudo por onde passam e degradam monumentos, edifícios, etc...
Nunca ninguém se perguntou porque é que raramente se vêm pombos no parques de Londres, por exemplo?
Porque os ingleses são mais espertos que nós.
Não é que não existam, só que estão controlados.
Em Portugal a Câmara Municipal de Lisboa iniciou um programa de controlo de natalidade juntando um contraceptivo na alimentação dos pombos. O problema poderia estar remediado mas temos sempre as pessoas que acham que estão a fazer bem e alimentam os pombos.
Em várias cidades já há programas de captura e abate de alguns destes animais para diminuir o seu número no entanto só acho que se deveria recorrer a essa opção se não houvesse alternativa.
Agora o que faz falta??? Uma boa campanha de sensibilização nos jornais e televisões para alertar os cidadãos para o facto. Gasta-se dinheiro em tanta coisa que não serve para nada.
Os pombos são engraçados mas tudo o que é em demasia acaba por ser prejudicial.

2 comments:

Patrícia said...

Olá olá

Não sei se uma campanha de sensibilização resultaria. Alimentar os ditos bicharocos na cidade de Lisboa é quase uma religião.
Nesta matéria tenho a minha opinião é estranha. Adoro bichos, acho que têm direito de viver, detesto qualquer tipo de caça mas compreendo a sua necessidade.
já tive um pombal com mais de uma centena de pombos. Tinham liberdade e não faziam mal a ninguém. Mas tb tinha duas cadelas fantásticas que nunca foram ensinadas a não os caçar (eu era uma criança e não havia quem as tivesse tempo para as ensinar).... bom, em menos de 1 ano elas acabaram com o pombal... lol... as sacanas até enterravam as penas para ninguém descobrir....
e deliciavam-se....

São said...

Um bom exemplo é o Zoo de Lisboa, onde os pombos comem uma boa parte das rações dos animais...
Eu sou apologista de haver um controlo na população.
Depois das cheias de ontem em que toda a gente se preocupou com os esgotos, ninguém se perguntou se as caleiras e escoamentos das águas pluviais não estariam entupidos com penas, dejectos e ninhos de pombo... Eu conheço 1 rua inteira que teve inundações no interior dos prédios graças a este pequeno pormenor.